sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Novos sabores



Novos sabores de outubro: 
caderno do Santa destaca
nosso restaurante-escola.

Condomínio tecnológico

FURB é parceira
de futuro 
condomínio
empresarial
e tecnológico,
de R$ 200 milhões,
em Blumenau,
revela Pancho em
sua coluna no Santa.

Udesc amplia no oeste

Udesc terá dois novos pólos no meio oeste, revela Diário Catarinense.

Audiência de segunda-feira

Santa convida para audiência de segunda-feira da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e o Comitê Pró-Federalização, através do coordenador, professor Clóvis Reis, esclarece projeto de lei 7287:
A coluna do professor Jorge Scarpin, mencionada no blog ontem, contém erro de informação. O PL 7.287 contempla, sim, a cessão dos servidores. A emenda do deputado Edinho Bez (PMDB/SC), aprovada por unanimidade na CTASP, incluiu os trabalhadores da FURB no processo de criação da Federal do Vale do Itajaí. A inclusão de servidores, estudantes e patrimônio é, na prática, a federalização da FURB. 

Outra coisa: não há necessidade de votação da matéria em plenário. 
Segue parecer: 
COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO


PROJETO DE LEI No  7.287, DE 2010





Autoriza o Poder Executivo a criar a Universidade Federal do Vale do Itajaí (UFVI).


Autor: Senado Federal

Relator: Deputado Edinho Bez



I - RELATÓRIO


O Projeto de Lei nº 7.287, de 2010, de autoria do Senado Federal, visa autorizar o Poder Executivo a proceder a criação da Universidade Federal do Vale do Itajaí - UFVI, com sede no Município de Blumenau, Estado de Santa Catarina, bem como os cargos, funções e empregos indispensáveis ao seu funcionamento.

A Universidade Federal do Vale do Itajaí terá como objetivos principais: ministrar o ensino superior, sob suas variadas formas e modalidades, nos diversos campos do saber; desenvolver a pesquisa nas diferentes áreas do conhecimento e promover a extensão universitária.



Na sua justificação, o autor do projeto argumenta que apesar do grande êxito alcançado ao longo das últimas quatro décadas pela Universidade Regional de Blumenau – FURB, a sua manutenção não está mais podendo ser adequadamente suportada pela estrutura de financiamento atual, lastreada tão-somente pela receita das mensalidades dos alunos e recursos da Prefeitura de Blumenau, pelo que impende sejam tomada medidas urgentes e efetivas para atendimento do aumento da demanda de ensino superior 
verificado nessa região, bem como para o aprimoramento da qualidade dos serviços prestados.

Neste cenário, o autor defende a criação de uma universidade federal, com sede no Município de Blumenau, Estado de Santa Catarina, como única alternativa viável para o equacionamento da expansão do ensino superior nessa região, que detém o 3º maior PIB do Estado, e em perfeita sintonia com o Plano de Desenvolvimento de Educação do MEC, no que tange à reestruturação e expansão das universidades federais.


No prazo regimental não foram oferecidas emendas.

É  o relatório.



JJ             - VOTO DO RELATOR


No que concerne à análise do mérito dos objetivos visados com a apresentação do Projeto de Lei nº 7.287, de 2010, julgamos serem consistentes os argumentos utilizados para a sua justificação.

Sem dúvida, é notória, no contexto atual, a relação direta que se verifica entre o desenvolvimento dos setores modernos da economia e a capacidade do ensino superior instalado, o que salienta a importância de que as oportunidades de acesso à educação superior de qualidade estejam bem equacionadas em todo o território nacional, principalmente no que tange às regiões interioranas, significativamente defasadas quanto a este insumo tão importante, preteridas que foram pela Administração Federal, ao longo de todo o processo histórico de formação dessa Nação.

Os desafios do novo século exigem, inquestionavelmente, uma urgente, profunda e ampla reestruturação da educação superior que signifique, no contexto democrático atual, um pacto entre governo, instituições de ensino e sociedade, visando a elevação dos níveis de acesso e permanência, e do padrão de qualidade da educação oferecida.



Visivelmente, a Região do Vale do Itajaí constitui um pólo importante para o desenvolvimento do Estado de Santa Catarina, com alto potencial de crescimento e com uma demanda expressiva por profissionais de 
nível superior, justificando, sem dúvida, as devidas providências da União, principal responsável por esse nível de ensino, para um atendimento efetivo quanto à ampliação da oferta de matrículas em cursos de graduação, ao desenvolvimento da pesquisa e à promoção da extensão universitária nessa região do País.

Quanto à constitucionalidade, entendemos alertar que muitas iniciativas parlamentares semelhantes foram obstadas sob a alegação de vício de iniciativa, por se tratar de matéria submetida à iniciativa privativa do Presidente da República, inclusive quando usada a forma autorizativa, consoante entendimento consubstanciado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania na Súmula de Jurisprudência nº 01, de 1994.

Entretanto, considerando que cabe fundamentalmente a esta Comissão opinar quanto ao mérito da matéria, julgamos conveniente não adentrarmos na análise desse questionamento, a ser feita oportunamente pela Comissão competente.

A par disso, para melhor atendimento dos fins visados, quanto ao funcionamento inicial da nova instituição, e clarificação redacional, entendemos apresentar emenda ao art. 6º do projeto.

Em face do exposto, votamos, no mérito, pela aprovação do Projeto de Lei nº 7.287, de 2010, com a emenda anexa.



Sala da Comissão, em         de                            de 2011.





Deputado Edinho Bez

Relator



COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

PROJETO DE LEI No  7.287, DE 2010


Autoriza o Poder Executivo a criar a Universidade Federal do Vale do Itajaí (UFVI).


Autor: Senado Federal

Relator: Deputado Edinho Bez



EMENDA


Dê-se ao art. 6º do projeto a seguinte redação.


“Art. 6º Fica a UFVI autorizada a receber da Fundação Universidade Regional de Blumenau – FURB, na sua fase inicial de implantação:

I    -    mediante    transferência,    os    alunos    regularmente

matriculados;

II - mediante cessão temporária, os funcionários técnico-administrativos e os professores regularmente admitidos;

III - mediante cessão ou doação, o patrimônio móvel e imóvel necessário ao regular funcionamento das suas atividades.”

Sala da Comissão, em         de                            de 2011.



Deputado Edinho Bez

Relator

Manual de ética científica

Fapesp publica manual de ética para evitar má conduta científica. Texto Folha de S. Paulo:

Código traz diretrizes para prevenção e investigação de fraude

SABINE RIGHETTI/DE SÃO PAULO

A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), principal órgão que financia a pesquisa paulista, lançou ontem seu Código de Boas Práticas Científicas. O documento, uma espécie de manual de 40 páginas que será entregue aos cientistas, traz diretrizes para fazer ciência com ética.
Entre as recomendações estão, por exemplo, que deve ser autor de um trabalho científico apenas quem deu "contribuições intelectuais" e que "dados e informações coletadas devem ser registrados de maneira precisa".
Apesar de saber que a má conduta ronda a ciência, a Fapesp não tem uma estimativa sobre o número de fraudes no Estado, que é responsável por 51% da pesquisa do país.
"Sabemos que aumentaram os casos porque aumentou a quantidade de pesquisadores", disse o presidente da fundação, Celso Lafer.
Nos EUA, um levantamento do ano passado com 2.599 cientistas mostrou que 84% já presenciaram fraudes científicas ou participaram delas.
Consultado pela Folha na época, o líder do trabalho, Gerald Koocher, disse que as estatísticas poderiam ser generalizadas para o Brasil.
O código da Fapesp traz ainda novidades na apuração dos casos de má conduta.
A partir de agora, pesquisas financiadas pela Fapesp e suspeitas de fraude serão investigadas pelas universidades por uma comissão de pelo menos três pessoas.
Essas instituições terão de enviar à Fapesp um relatório -e a fundação poderá complementar as investigações.
Mas, para o diretor científico da fundação, Carlos Henrique de Brito Cruz, a proposta do código é trabalhar a prevenção da má conduta. 
"Não queremos que a ética seja assunto só quando a mídia publica um caso de plágio. A ideia é que as universidades façam seminários e discutam os casos", disse.
O CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) também lançará, em outubro, um manual de ética. O documento está sendo produzido por uma comissão criada após a divulgação, pela Folha, de uma fraude na Unicamp.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

FURB na Oktoberfest


Página da Coordenadoria de Comunicação e Marketing (CCM) divulga os quatro projetos da FURB na Oktoberfest.  (Foto da exposição no bloco A, por Gilberto Cristóvão - CCM)

Estadual

Diário Catarinense também destaca curta-metragem gravado na nossa Biblioteca, baseado em texto do Santa postado aqui ontem.

FURB abre as portas

Interação FURB, amanhã, tem mais de quatro mil inscritos.

Apoio da Adesg

Adesg nacional apóia movimento FURB Federal.

Exame da OAB

29 instituições não aprovam nenhum bacharel na OAB. Mas, ranking sobe para 14,83%.


Top: entre primeiras 50 faculdades  só três privadas.


Na lista geral, FURB fica em 233 com aprovação de 14,46%. (Use buscador do texto acima).

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Cavalo na biblioteca

Gravação de
curta metragem
leva um cavalo
(ou égua)
à Biblioteca
da FURB - clique
sobre a imagem
e retorne na seta. 


Santa deu
quase toda capa
principal de hoje
e duas páginas
no caderno Lazer

Cheia maior

Enchente: Ceops corrige nível em Blumenau para 12,80.

Mudanças no comitê

Muda direção do Comitê do Itajaí: saem a professora aposentada da FURB, Beate Frank, e Tercílio Bonessi, da SDR de Taió. Na coluna dominical do Pancho (JSC). 

Vice-campeão

Blumenau perde estadual de vôlei masculino.

Quatro candidatos na UFSC

Quatro candidatos já se apresentaram para Reitoria da UFSC. 
Coluna do Moacir Pereira, no Diário Catarinense. 

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Vagas federais também nos mestrados e no doutorado

Reitor João Natel confirmou no ar, hoje de manhã, o que disse ontem à noite ao jornalista PC, da Rádio Nereu Ramos (em conversa na ACIB sobre a parceria FURB/UFSC): está trabalhando por vagas federais (gratuitas) também nos mestrados e no doutorado da FURB, já para o segundo semestre de 2012.

Quer incluir no pacote que a FURB e UFSC entregarão, em breve, ao MEC. Idéia tem toda a simpatia do reitor Álvaro Prata, com quem Natel deve se reunir semana que vem, prometendo novidades. "Temos compromisso com o desenvolvimento da região com pesquisas e novos projetos através da pós-graduação", afirmou. Os cursos ainda não estão definidos, mas o doutorado em Ciências Contábeis e Administração da FURB, um dos quatro existentes no Brasil, já está na mira de Prata, pois a  UFSC não tem esse programa.

Sobre o andamento das conversas com relação aos cursos de graduação, Natel informou que semana que vem os pró-reitores estreitarão aspectos acadêmicos, estrutura e planejamento. "Já acertamos com a UFSC a oferta de 500 vagas federais a partir de 2012, em 7 a 10 cursos da FURB, começando pelas licenciaturas, pois primeiro queremos atender à formação de professores". Aliás, carência já anunciada na audiência do PNE, em julho, em Blumenau.

Na mesa de negociações, um ponto importante a ser enfatizado será a necessidade de incorporar também os alunos atuais dos cursos selecionados.

Alta do dólar


Dólar: os dois lados
da moeda no Vale.
Professor Jorge Scarpin
aponta cenário favorável
para empresas.
No Santa.

Perdeu a primeira

Florianópolis bate Blumenau na largada da decisão do vôlei. Amanhã o jogo é na Ilha.

Senai mais competitivo

Senai (leia-se Fiesc) anuncia no Diário Catarinense que deseja dobrar 85 mil vagas de SC até 2014. Aqui.

Pré-sal na educação

Capes adverte para mau uso de dinheiro do pré-sal na educação. Estadão.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Visão holística do homem

O professor Sidirley de Jesus Barreto (foto), coordenador do curso de Educação Física da FURB, foi indicado  a fazer parte de grupo vinculado ao DSC/UFRN, que une pesquisadores que "buscam romper com as gaiolas dos saberes disciplinares". A idéia é possibilitar a multidimensionalidade do conhecimento e, especialmente, na questão dos cuidados integrativos em saúde.


A partir da indicação, o próximo passo é criar o grupo da FURB junto à CFCB, tendo por base a experiência da FURB na saúde coletiva. A Comissão do Futuro da Ciência Brasileira  foi criada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia como um orgão consultivo.  Sua missão é traçar um diagnóstico e oferecer propostas  visando ampliar o papel que a ciência brasileira terá no desenvolvimento econômico e social do Brasil.


Lançamento de livro - Mestre em Educação, Sidirley lançou um livro em Joinville, dia 8, no I Seminário de Educação Física e Qualidade de Vida. Intitulada "Motricidade humana: a práxis do possivel" (Editora UFS), a publicação foi organizada junto com Fábio Zoboli, graduado em Educação Física na FURB,  hoje Doutor lotado no Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe. 

A obra, prefaciada por João Batista Freire (Unicamp) e apresentada pelo renomado professor, pesquisador e filósofo português Manuel Sérgio reúne oito artigos. Sidirley apresenta em seu escrito os fundamentos da antropologia, da filosofia e da psicologia, que deram as bases para Manuel Sérgio fundar a Ciência da Motricidade Humana. 
 
O livro destaca, ainda, a nova Educação Física, a partir de 1980, quando passou a assumir uma postura "mais preocupada com dimensões sociais e políticas a fim de combater um reducionismo técnico/biologicista até então". Vale a leitura!


Em tempo: professor Sidirley recomenda a comunidade acadêmica que fique de olho nesse homem. "Ele é o cara", diz, referindo-se ao neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, um dos 20 cientistas mais influentes do mundo.

Alunos bem informados sobre a parceria com a UFSC


O reitor da FURB, professor João Natel, reuniu-se com lideranças estudantis na noite da última segunda-feira (19/09/2011), no auditório do Campus II, para apresentar os encaminhamentos do processo de incorporação da Instituição à UFSC. Para ele, o processo será transparente, participativo e reunirás todos os segmentos da Universidade. “As decisões serão tomadas no Conselho Universitário”, disse ele.

O professor Adriano Peres, vice-diretor do Centro de Ciências Tecnológicas, participou do encontro com os líderes estudantis de todos os cursos da FURB. 

Texto: Aristheu Formiga. Foto: Daniel Zimmermann. (Para ampliar clique sobre a imagem).

FURB na Áustria

Meninas do handebol fazem amistosos na Áustria.

Inmetro certificará Enem

Inep vai pagar R$ 167 mil para o Inmetro fazer a certificação do Enem.

Novos cursos

UNC oferece três novos cursos de graduação.

Feira de matemática em Pomerode


Em busca de promover a construção e divulgação dos conhecimentos matemáticos, a XXVII Feira Regional de Matemática acontece amanhã, dia 22, nas dependências do Parque Municipal de Eventos de Pomerode. Foram selecionados 49 trabalhos dos municípios de Blumenau, Gaspar, Ilhota e Pomerode, com a finalidade de produzir e socializar conhecimentos e experiências, promovendo a melhoria da Educação Matemática.

Destes 49 trabalhos, 14 serão selecionados por uma comissão de avaliação para representar a SDR de Blumenau na XXVII Feira Catarinense de Matemática, que será realizada no dia 17 e 18 de novembro/2011, no Centro de Eventos de Piratuba.

A XXVII Feira Regional de Matemática envolverá, diretamente na exposição, orientação e avaliação de trabalhos, 98 alunos e 95 professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Professor e Educação Especial e, indiretamente, cerca de 2.000 visitantes.

A solenidade de abertura do evento será realizada às 8h, com a presença do reitor da FURB, João Natel. A visitação pública será das 9h às 11h30min e das 13h30min às 16h30min.

O evento é uma promoção da Prefeitura Municipal de Pomerode, através da Secretaria de Educação e Formação Empreendedora; da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Blumenau, através da Gerência de Educação e com o apoio do CEDUP - Hermann Hering; da Universidade Regional de Blumenau - FURB, através do Laboratório de Matemática.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Audiência discutirá UFVI

Audiência da Câmara Federal discutirá criação da UFVI dia 3, em Blumenau, na Câmara de Vereadores, informa nota do Santa

Coordenador do Comitê Pró-Federalização, professor Clóvis Reis, divulgou nota  a respeito no Facebook. "A tramitação do projeto contribui para a estratégia de mobilização deste coletivo, porque aponta para o nosso horizonte de chegada, isto é, a instalação da terceira universidade federal do Estado, tendo a FURB como embrião. Proponho, então, que a gente programe a realização de atividades que fortaleçam a reivindicação do movimento (...) convido as comunidades universitária e regional para a reunião plenária do Comitê, dia 23 (sexta-feira), das 16h às 18h, na sala B-208 do Campus I. A pauta é a seguinte: Informes; Negociação FURB-UFSC-PMB-MEC; Audiência Pública da Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Câmara Federal; Assuntos Gerais".

Caça aos votos

Professor apóia aumento de vereadores em BlumenauJoinville garantiu maior representatividade (25) e com orçamento ainda menor. Balneário e Gaspar votam hoje.

"Perdeu" grana

Sortudo que retirou 2,7 milhões da megasena perdeu 36 mil em rendimentos, calcula professor.

Esclerose

Profissionais e acadêmicos de Medicina orientam população sobre esclerose. A nota saiu duas vezes no Santa (páginas 3 e 15).

Na final do basquete

Equipe juvenil de basquete está na final do Estadual.

Dilvo quer ser reitor

Professor Dilvo Ristoff é candidato à cadeira da Álvaro Prata na UFSC. É o que revela hoje o colunista Sérgio da Costa Ramos (Diário Catarinense). 


Ele apóia a FURB Federal, como anunciou o blog em julho, com exclusividade (oitavo parágrafo, na extensa matéria sobre os 10% para o PNE).

EAD cresce 15.000%

Educação a distância avança 15.000% em 10 anos. Doutora da UFSCAR avalia expansão.

Escolas de pós vencem

Escolas de pós obtém liminar para manter aval do Ministério da Educação.

Para inglês não ver

 Língua portuguesa esconde produção científica nacional, contrariando interesses da Fapesp.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Mais ou menos vereadores

Polêmica do aumento no número de vereadores em Blumenau volta à ribalta hoje à noite. Professor da FURB prega princípio da anuidade, no Santa

Comida saborosa na Oktober

Curso de Gastronomia da FURB
volta a emplacar matéria no Santa e
no Diário Catarinense (domingo) por
conta do restaurante-escola
na Oktoberfest, que começa dia 6.


Entre os pratos, a foto ao lado
dá uma idéia: käse und wurstsalat
(sala de queijo e salsicha).

Gigante na educação

Anhanguera Educacional, maior organização privada de ensino superior no Brasil, que tem um campus em Joinville, comprou a Uniban (Universidade Bandeirante de São Paulo) por R$ 510 milhões. 

Conforme anunciado domingo, passa agora a ter 400 mil alunos e a ser o segundo maior grupo de ensino superior do mundo. 

E quer chegar a 1 milhão de alunos. Já domina 8% do setor brasileiro. Está entrando na região de Florianópolis.

 Estadão e Valor Econômico deram destaque.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Proposta começa a ser detalhada semana que vem

Em comunicado divulgado há pouco, pelo correio eletrônico, a Reitoria apresenta os resultados da visita à UFSC, considerada positiva:

Em continuidade ao processo de incorporação FURB-UFSC, uma comitiva de nossa universidade participou de um encontro, ontem, 15/09, em Florianópolis, oportunidade em que os diretores dos nossos centros apresentaram suas unidades aos seus pares da UFSC.

Acompanharam-nos os professores Antonio Carlos Marchiori (CCJ), Cláudio Guimarães (CCS), Clóvis Reis (CCHC), Dagoberto Quadros (CCT), Geraldo Moretto (CCEN), Maria José Carvalho de Souza Domingues (CCSA), Marilene Schramm (CCE), Rita Buzzi Rausch (CCE), Victor César da Silva Nunes (ETEVI), Cesar Augusto Wolff (PROGEF), Pedro Paulo Hugo Wilhelm (COPLAN), António André Chivanga Barros (PROEN), Marcos Rivail da Silva (PROPEX), Udo Schroeder (PROAD), Jorge Gustavo Barbosa de Oliveira (Comitê FURB Federal), bem como o acadêmico Arthur Hank e o servidor Túlio Sant´anna Vidor (Sinsepes).

Pela UFSC estiveram presentes a Pró-Reitora de Graduação, Profa. Yara Rauh Muller e Prof. João Rogério Sanson, da Secretaria de Planejamento e Finanças, que coordenaram os trabalhos, o vice-reitor Carlos Alberto Justo da Silva, presente na abertura e fechamentos dos trabalhos, diretores de unidades e campi, coordenadores de cursos de graduação e pós-graduação, entre outros integrantes daquela comunidade universitária.

Na primeira etapa da programação cada diretor da FURB teve a oportunidade de fazer uma breve exposição de sua unidade, caracterizando a estrutura acadêmica, em termos de número de cursos e alunos da graduação e pós-graduação, atividades de pesquisa e extensão, composição do corpo docente e técnico- administrativo, bem como a infraestrutura física, quanto a laboratórios e outros espaços diferenciados.

Ao término das apresentações abriu-se espaço para questionamentos e esclarecimentos, oportunidade em que se deu conhecimento aos colegas da UFSC da decisão do Conselho Universitário da FURB, tomada em sua sessão de 14/09, quanto às diretrizes prioritárias que devem nortear os trabalhos visando à incorporação, quais sejam:
·        que a incorporação seja feita no todo, em um prazo de 36 meses;
·        que o início se de pelos cursos de licenciatura; incluindo as demais cursos nas fases subsequentes e  incorporação dos cursos de pós-graduação stricto-sensu a partir de 2012;
·        que ocorra a cedência dos servidores com cargos públicos municipais proporcionalmente à oferta das vagas federais, bem como a  absorção dos estudantes dos cursos a serem incorporados;
·        que a inclusão de novos cursos aconteça após a incorporação dos cursos já existentes.

Na avaliação da comitiva da Furb, o resultado deste encontro foi muito positivo, destacando-se a receptividade que a proposta teve pelos presentes ao encontro. As manifestações de apoio foram expressivas, com a recomendação, idêntica à da nossa comunidade, que o processo de incorporação leve em conta as especificidades de cada instituição. Estabeleceram-se importantes contatos entre diretores e demais gestores das duas instituições, o que possibilitará acelerar os entendimentos e equacionamentos das questões acadêmicas envolvidas neste processo.

É importante ressaltar que este encontro não teve o objetivo de avançar no detalhamento da proposta, mas sim oportunizar entendimento  mais amplo da realidade da FURB por parte da UFSC, objetivo que foi plenamente alcançado.

Como encaminhamentos finais, estabeleceu-se que na próxima semana serão deflagrados, efetivamente, os trabalhos para detalhamento da proposta a ser encaminhada para o MEC, cujo prazo foi prorrogado por mais trinta dias.

Cordialmente,

Prof. João Natel Pollonio Machado – reitor
Profª. Griseldes Fredel Boos – vice-reitora

Federal: MEC adia prazo



Santa e Diário Catarinense trazem a matéria dando conta de que FURB e UFSC têm 30 dias para acabar estudo da fusão e sobre a visita realizada pela nossa comitiva à Federal, como já trazia ontem nossa página.  


Para ampliar clique sobre a imagem.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Diretrizes da incorporação balizam visita à UFSC

     Sessão do Consuni foi bastante concorrida e teve participação efetiva do Comitê Pró-Federalização. (Foto: Gustavo Woerner).


Conselho Universitário da FURB aprovou ontem as diretrizes do processo de incorporação à UFSC, conforme texto e parecer, na íntegra, na nossa página e no link Transparência FURB.


Comitiva passa dia hoje na UFSC, como também informam Santa e Folha de Blumenau.  


Agecom da Federal (parceira do Jornalismo da CCM)  publicou programação, assim como, na época o texto que expôs visita à nossa Universidade, em 26 de agosto.

Generosidade

Pancho destaca no Santa “generosidade universitária” da FURB para Uniasselvi.

Auditoria

FURB coordenou com pleno êxito a auditagem do sistema eleitoral dos jornalistas de SC.